5 coisas que voce deve saber sobre impotência sexual masculina

1- Boa parte da falta de apetite sexual masculina está relacionada a baixa dosagem hormonal

A disfunção sexual masculina(DSM), em pacientes acima de 45 anos , está frequentemente relacionados a baixa do nível sanguíneo de testosterona . Essa substância é considerada o “ hormônio do homem” e quando está abaixo de 280 , pode estar relacionado com outros sintomas , tais como : IRRITABILIDADE, ALTERAÇAO DO HUMOR, DIMINUIÇAO DA DISPOSICAO , DORES MUSCULARES AO FIM DO DIA E DIMINUIÇAO DO INTERESSE SEXUAL . Até 30% dos dos homens acima de 60 anos , vão se queixar desses sintomas ( chamado por muitos de ANDROPAUSA OU DAEM- Distúrbio Androgênico do Envelhecimento Masculino) e podem estar associados também a aumento da gordura abdominal ( visceral) , alteração dos níveis de colesterol ruim ( LDL) e glicose( diabetes ).

2- Existem diversos tipos de medicações que melhoram a sua performance

A primeira medicação desse tipo foi descoberta por acaso , quando se notou que uma droga testada para diminuir a pressão , também aumentava a ereção nesses pacientes. Em 1996 o Viagra era descoberto pela Pfizer e em 1998 o FDA ( ANVISA dos EUA) aprovou a medicação para uso na população.

Depois dela vieram outras, tais como a Tadalafila ( CIALIS- até 36 horas de ação, já usado até como spray sublingual ) , vardenafila ( LEVITRA – pode ser usado por via sublingual e tem gosto de menta ). Essas medicações agem numa enzima chamada fosfodiesterase , inibindo , dessa maneira a degradação do GMP cíclico ( responsável pela ereção ). Inclusive a tadalafila pode ser usada diariamente ( 5 mg) e foi descoberto também que teria efeito de facilitar a micção em pacientes com obstrução prostática.

3- O penis torto adquirido ( Doença de Peyronie) pode estar associado a disfunção sexual-

A doença de Peyronie é uma condição que afeta homens entre 50-70 anos e é geralmente causada por uma placa que obstrui o fluxo sanguíneo nos corpos cavernosos levando ,a uma curvatura dolorosa ou não ou até a disfunção sexual. O diagnóstico é clinico e, em alguns casos , ultilizamos a ultrassonografia dos corpos cavernosos para avaliar a presença e o tamanho da placa .

O tratamento da fase aguda ( 6 meses a 1 ano) é feito com doses altas de vitamina , antinflamatórios ( Pentoxifilina e colchicina ) e medicações para ereção ( principalmente o Tadalafila diário). Já numa fase mais crônica , devemos avaliar o grau de tortuosidade e em alguns casos até indicar cirurgia corretiva ( com retirada ou não da placa) . Em casos graves , indicamos substituição total do tecido dos corpos cavernosos com uma prótese peniana.

4- Existem 2 tipos de próteses penianas : a semi-rigida e a inflável

Assim como a mulher ultiliza a prótese mamária ( silicone ) para melhorar a sua imagem ou para corrigir uma mutilação causada por uma cirurgia de câncer de mama, o homem pode ser submetido a colocação de uma prótese peniana para melhorar a sua performance sexual. As indicações mais frequentes são: Disfunção após cirurgia de câncer de próstata, cadeirantes paraplégicos que não se adaptam a medicações injetáveis , portadores de Diabetes sem controle e Doença de Peyronie grave.

Elas podem ser rígidas ( haste de metal envolta com silicone ) , são colocadas por uma pequena incisão peniana , são baratas ( R$ 2500 em média ) mas tem a disvantagem de serem pouco fisiológicas e causar embaraço em praias e piscinas se o paciente estiver usando sunga. Já as infláveis são as mais modernas , são caras ( R$ 60.000) , geralmente compostas de 3 volumes ( prótese, balão , bomba) e a ereção acontece quando o líquido de dentro do balão é empurrado para dentro das próteses ultilizando as bombas como intermediário.São mais fisiológicas, não causam o embaraço das semirígidas , porém podem apresentar problemas de funcionamento em sua conexões ( que são garantidos de forma vitalícia , em geral , pelas empresas).

5- ONDAS DE CHOQUE E CELULAS TRONCO SAO O QUE HA DE MAIS MODERNO NO TRATAMENTO DA DEM

Os princípios de um tratamento usado na abordagem de cálculo renal se mostrou muito eficaz para melhora da DSM . Foi demonstrado que ondas de choque ( mini pancadas no penis ) sao eficazes para melhora da ereçao atraves do estimulo a formação de novos vasos ( angiogênese). O paciente faz 2 sessões por semana , por 3 semanas , descansa 3 meses e repete o tratamento ( geralmente 15 minutos). Um total de 4 grandes estudos ( indiano, chinês , dinamarques , israelense)avaliaram o uso de ondas de choque para o tratamento da DSM. No entanto , ainda faltam estudos a longo prazo para melhor definir o real benefício dessa terapêutica.

As células-tronco estão sendo ultuilizados em diversos ramos da medicina para regeneração de tecidos e até no tratamento de câncer. São células do próprio paciente que tem a propriedade de se transformar em praticamente qualquer célula do organismo , só depedendo de como é estimulada . Para DSM já está se ultilizando, em nível experimental, adipócitos extraidos da gordura abdominal para injeção no corpo cavernoso de pacientes pós tratamento de câncer de próstata ( onde podem evoluir com impotência ) e em diabéticos graves , mostrando um resultado bem promissor .